Cálculo Renal ("Pedra no Rim")

Cerca de 12 % da população irá apresentar ao longo da vida no mínimo um episódio de sintomas associado à cálculo renal. A relação homem mulher é de quatro homens para cada mulher afetada, predominando na terceira e quarta décadas de vida.

 

QUAIS FATORES SÃO IMPORTANTES NA FORMAÇÃO DAS PEDRAS DE RIM? 

A história genética é importante fator de risco para a formação de cálculos. Igualmente importante é a dieta. A ingestão excessiva de alguns alimentos pode provocar, ou acelerar, distúrbios pré-existentes no nosso organismo propiciando o desequilíbrio químico necessário para a formação destes cálculos, denominado super saturação urinária (situação em que há excesso de um ou mais elementos que compõem a urina facilitando a sua precipitação) e diminuição dos inibidores urinários (substâncias existentes cuja função é impedir a cristalização de urinas super saturadas). Fatores geográficos também contribuem para o aparecimento de cálculos, sendo as áreas de temperaturas elevadas e com grande umidade mais predisponentes à formação de pedras, sendo observados muitos casos durante os meses quentes de verão devido ao maior grau de desidratação.

 

O QUE PODE OCORRER COM UM CÁLCULO LOCALIZADO NO RIM? 

            Os cálculos formados no rim podem ter 3 caminhos a seguir:

-Estabilidade: Muitos cálculos permanecem por muitos anos sem migração ou crescimento.

-Aumento de tamanho

-Eliminação: o cálculo se desprende do rim e desce pelo ureter (tubo que drena a urina do rim para a bexiga). Nessa ocasião, a pessoa apresenta cólica de rim, que é uma dor de forte intensidade na região lombar.

 

HÁ RISCOS PARA O RIM?

Além da dor característica, os cálculos podem predispor ao surgimento de infecções urinárias de repetição, pielonefrite, piora progressiva da função dos rins e mesmo insuficiência renal.

 

COMO POSSO PREVENIR A FORMAÇÃO DOS CÁLCULOS RENAIS?

O conselho médico para pessoas que tem cálculos urinários é o de beber 2-3 litros de água por dia e evitar ingestão em excesso de sal e proteína animal, principalmente a da carne vermelha.

• Sódio: sal de cozinha deve ser restringido para aproximadamente 1 colher de chá por dia.

• Proteínas: principalmente as de origem animal (carnes, peixes , aves, ovos, leite e derivados) apresentam um efeito agravante quanto à formação dos cálculos.

• Cálcio: o aumento de sua ingestão só deve ser controlado, em casos confirmados de pacientes com alta sensibilidade à ingestão de leite e derivados

• Ingestão de Líquidos: o aumento da ingestão de líquidos é provavelmente a orientação mais importante que deve ser dada para estes pacientes, pois somente esta medida sem a ação de medicamentos pode reduzir em 60% a incidência destes cálculos.

 

TRATAMENTO

CENTRO MÉDICO DIAS

CLÍNICA DE UROLOGIA

(44) 3266-1508 | 3266-1527 contato@centromedicodias.com.br Av. Tiradentes 1319 - Maringá PR
ÚLTIMAS NOTÍCIAS