Fimose

FIMOSE: incapacidade de realizar a retração do prepúcio, impedindo a exposição da glande. Tem incidência enre os 6-7anos de idade de 8% e de apenas 1% entre 16-18 anos. Pode estar associado a balanopostites ou infecções urinárias recorentes.

Pode ser dividida em primária e secundária. Primária é quando o paciente já nasce com a impossibilidade de expor a glande. A secundária decorre de infecção crônica decorrente de uma higiene local inadequada associada a ferimentos de repetição desenvolvidos durante o atrito próprio da masturbação ou relação sexual. O acúmulo de esmegma (sebo) sob o prepúcio pode predispor ao aparecimento de cálculos ou, até mesmo, do carcinoma de células escamosas (câncer de pênis). No paciente idoso e diabético, o excesso de pele pode sofrer alterações inflamatórias.

O tratamento cirúrgico é denominado postectomia, deve ser considerada para casos de fimose persistente após os 3 anos de idade. Indicações de ordem religiosa, social ou estética também podem justificar a realização do procedimento.

PARAFIMOSE: é uma complicação da fimose e caracteriza-se pela condição na qual o prepúcio, uma vez retraído sobre a glande, não pode ser recolocado em sua posição normal pelo próprio paciente constituindo-se em uma emergência médica que requer tratamento imediato. O “anel” cutâneo provoca uma congestão venosa, determinado um edema (inchaço) da parte distal do pênis que pode envolver até à glande. Se não tratado a tempo, pode advir muita dor e até dificuldade para urinar.

 

 

 

 

 

CENTRO MÉDICO DIAS

CLÍNICA DE UROLOGIA

(44) 3266-1508 | 3266-1527 contato@centromedicodias.com.br Av. Tiradentes 1319 - Maringá PR
ÚLTIMAS NOTÍCIAS